Translate

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Porque muitas pessoas não se envolvem com Missões? Pr. Eraldo Gueiros

Mas em nada tenho minha vida por preciosa, contanto que cumpra com alegria a minha carreira...!    At. 20:24

Por Rev. Eraldo Gueiros

Resultado de imagem para entusiasmoUma das coisas mais importantes na vida de uma pessoa é o entusiasmo. O dicionário define essa expressão com duas palavras chaves: paixão e inspiração. Alguns poderão dizer que o entusiasmo é um sentimento muito superficial, temporário, incapaz de mudanças mais profundas. Posso concordar com todas esses acréscimos, mas ninguém pode discordar que é o entusiasmo que responde pelo nosso primeiro impulso. Ele o sentimento inicial que nos move, que nos agita, que nos impulsiona, que nos faz mais criativos, etc. Sem entusiasmo ou não saímos do lugar, ou fazemos algo aquém de nossa real capacidade.
Quando penso nas coisas do Reino de Deus, imagino que a nossa geração está mais que capacitada para cumprir o Ide de Jesus. Não nos falta informação, treinamento, recursos e oportunidades para falarmos de Jesus, nem para realizarmos projetos sociais, educativos, etc. O que nos falta é entusiasmo!
Robert Coleman escreveu em um de seus livros sobre evangelismo: “Quando nos deixamos mover pelo Espírito, a evangelização é tão inevitável quanto contagiante”. Eu creio que uma das obras mais espetaculares do Espírito Santo é regular o nosso entusiasmo. Visto que somos constantemente bombardeados por situações adversas, em todas as áreas, e às vezes, em muitas delas ao mesmo tempo, o Espírito precisa nos manter entusiasmados para não desistir diante dos obstáculos que ainda virão. 
Quando olho para Paulo, tendo que fazer tendas para suprir suas necessidades, vivenciando os perigos eminentes do campo missionário, ainda resistindo às perseguições, constato que tremendo entusiasmo o Espírito Santo lhe dava pela causa do Reino de Deus. As adversidades que traziam dificuldades e até perigos de vida, não eram nada comparado a alegria de cumprir a carreira e o ministério que Deus lhe havia dado.
Qual a diferença de Paulo e nós? Será na carreira ou no ministério que Deus nos tem dado? Com certeza a diferença está no entusiasmo. Porque Paulo não desistia de suas viagens ou dos irmãos que visitava quando não havia recursos suficientes, ou quando havia oposição, ou diante do cansaço? Porque muitos de nós já desistimos de igrejas, já paramos ministérios e abandonamos atividades? Sem dúvida, foi porque acabou o entusiasmo!
Precisamos clamar a Deus que nos encha de uma porção dobrada de entusiasmo do Espírito, para retomarmos quem sabe, muita coisa em nossas vidas que ficou para trás de uma visão missionária e evangelística. Acredito que o primeiro passo para restaurarmos o nosso entusiasmo pela obra é a oração contínua (como a de Jacó – Gn.32:26). O segundo, acredito que é “Lembra-te de onde caíste, arrepende-te, e volta a prática das primeiras obras... (Ap.2:5).” O você precisa resgatar das tuas primeiras obras a partir de hoje?

(Pr. Eraldo é pastor da Igreja Presbiteriana do Jordão Alto. Secretário Presbiterial e Sinodal de Missões da IPB. Professor das disciplinas de Evangelismo, Discipulado e Missões do Centro de Educação Teológica do Recife) 

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

REFLEXIÓN: ¡El Evangelio genera presencia!

¡El Evangelio genera presencia!

Resultado de imagem para união de pessoas¿Qué le motiva venir a los cultos?
Se quede sabiendo que su motivación determinará lo resultado de su adoración, persistencia, gratitud y su fe.
Conozco diversas personas que no tienen los cultos como una prioridad en sus agendas; por eso fácilmente no encuentran motivos a ir; cuando van no se concentran; y muchas veces ni creen que algo nuevo puede acontecer…
¡En el texto de Hechos 2.46, somos informados que aquellos creyentes nuevos “perseveraban en unanimidad todo los días en el templo”!
¡La operación del Evangelio los he transformado radicalmente, cambiando las prioridades de sus agendas.
Ir al templo dejó de ser una opción siendo ahora la gran motivación del día!
Alguien podrá decir que cuando no va a la iglesia, adora a Dios en casa! Qué bueno… eso es muy importante.
Ir a los cultos jamás será motivo de substitución de su adoración personal. Eso no opone a aquello. Haga siempre los dos, porque ellos tienen propósitos diferentes.
Ni todo lo que hacer en el culto personal, podrá en los públicos, y misma cosa se fue lo contrario.
El Evangelio he cambiado la mente y lo deseo de aquellos hermanos, los cuales entendieran la importancia en juntarse y la bendición que viene de la adoración común.
¡En todo los que el Evangelio transformó, demostrarán con naturalidad un deseo ardiente de permanecer en la presencia del Señor!
Cuando la presencia no existe, es porque el Evangelio aun no terminó su obra.
¡Fortalezca su vida espiritual siendo presente en todo los cultos de su iglesia!
¡El lugar del cristiano es adorando al Señor en casa y en la iglesia!

Rev. Eraldo Gueiros

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

REFLEXIÓN: ¡El Evangelio produce alabanza! - Pr. Eraldo Gueiros

¡El Evangelio produce alabanza!

Resultado de imagem para pessoas cantandoRecordé, con muchísima alegría que cuando niño, hubiera observado una cosa muy interesante. Cuando he visto mi madre cantar, yo tenía certeza que ella estaba contente con alguna cosa.
Nadie me enseñó eso, ni ella sabía lo porque algunas veces, pero yo sabía! He aprendido eso.
Casi en todo lo tiempo ella no cantaba, y murmuraba mucho… pero cuando cantaba no murmuraba.
Ella se quedaba feliz y yo también.
Hoy nosotros comprendemos eso proceso. Al Cantar expresamos nuestras emociones.
¡El tipo de música y su letra revelan nuestros pensamientos. Solamente observe las personas cuando cantan!
¡Se en la vida humana es un facto, en la vida espiritual es un principio!
Jesucristo dijo: “¡La boca habla aquello que el corazón está lleno!”.
En el texto de Hechos que estamos estudiando semanalmente, 2.47 dice: “Y alababan a Dios…”.
¡Aquella iglesia que había nascido estaba a vivir en una atmosfera de alabanza a Dios!
¡Esa alabanza no era simplemente un resultado del enseño de los apóstoles, pero de corazones llenos de alegría en estar en la presencia de Dios!
Creo firmemente que estamos necesitados de alabanza en nuestros días, esa alabanza de libre voluntad que el Espíritu Santo produce en una vida transformada por el Evangelio.
Cuando yo aún muchacho, era dirigente del grupo de alabanza por muchos años y sé cómo es fácil hacer las personas cantaren y hasta se emocionaren.
Pero tengo certeza, no es ese modo de alabanza que Dios quiere de nosotros.
¡Alabanza que no es el resultado del Evangelio en nuestras vidas, pueden hasta servir para gravar un DVD en vivo, pero no sobre el Trono de Dios, ni alegra su Corazón!
¿Cómo es su alabanza? Que motivo tienes en alabar?
¡Aprendamos con el Evangelio a vivir la alabanza que agrada a Dios! 

Rev. Eraldo Gueiros
pr.eraldo@ipb.org.br

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

O Desafio do crescimento da Igreja! - Rev. Hernandes Dias Lopes

O desafio do crescimento da Igreja!

1. O crescimento espiritual – O crescimento espiritual deve preceder o crescimento numérico. Este deve ser fruto daquele. Hoje muitas igrejas buscam sofregamente as multidões e estão ávidas por resultados. As leis do pragmatismo estão dominando a agenda de muitas igrejas evangélicas em nosso país.  Temos visto muita adesão epouca conversão; muito ajuntamento e pouco quebrantamento; muita religiosidade e pouca espiritualidade verdadeira. Carecemos de uma igreja que ame a Deus sobre todas as coisas. Uma igreja que tenha compromisso com a Palavra. Uma igreja que ore com fervor e evangelize com entusiasmo e urgência. O que precisamos hoje não é de mais religião, mas de mais conhecimento de Deus. Muitos crentes buscam as bênçãos de Deus e não o Deus das bênçãos. Trocam o Deus das bênçãos pelas bênçãos de Deus. A nossa maior necessidade não é das bênçãos de Deus, mas do Deus das bênçãos. Precisamos buscar o conhecimento de Deus mais do que prosperidade e sucesso.
2. O crescimento fraternal – A igreja precisa crescer em comunhão. Somos uma família. Somos membros do mesmo corpo e membros uns dos outros. Precisamos estar ligados uns aos outros pelo vínculo do amor. Não existe crente isolado do corpo. Não podemos viver isolados uns dos outros. Os crentes precisam se congregar. Precisam se envolver uns com os outros. Somos um exército e não soldados isolados. Somos uma família e não membrossolitários. Somos um rebanho e não ovelhas desgarradas. Precisamos amar uns aos outros, servir uns aos outros e encorajar uns aos outros. O amor é a nossa marca distintiva. Somos conhecidos como discípulos de Cristo pelo amor. O amor é a evidência  mais robusta aos olhos do mundo de que somos, de fato, discípulos de Cristo. O crescimento fraternal produz um profundo impacto evangelístico. Quando o mundo olhar para a igreja e ver nela a realidade do amor de Deus sentir-se-á irresistivelmente atraído a conhecer esse fato. A vida da igreja é o alicerce do seu ministério. Quando crescemos para cima e para dentro, então, inevitavelmente cresceremos também para fora.
3. O crescimento numérico – Se não podemos medir a saúde espiritual de uma igreja apenas pelo seu crescimento numérico, não podemos também deixar de ver sua fraqueza e enfermidade pela sua falta de crescimento numérico. Não existe fidelidade estéril. Uma igreja saudável cresce numericamente. Sabemos que é o Senhor que acrescenta os que vão sendo salvos. Sabemos que a igreja não administra resultados. Sabemos que só Deus abre os corações, dá o arrependimento para a vida e a fé salvadora. Porém, a igreja que semeia com lágrimas volta com júbilo trazendo os seus feixes. A igreja que prega a Palavra com fidelidade e vive em santidade receberá do Senhor resultados promissores. Não podemos colher se não semeamos. Não podemos ver pessoas salvas em nosso meio se não evangelizamos. Não podemos nos alegrar com os frutos do nosso trabalho, se não nos afadigamos na obra. Todo aquele que foi alcançado pelo evangelho é um arauto do evangelho. Todo salvo é um evangelista. Fomos chamados do mundo e enviados de volta a ele como embaixadores de Deus. Somos ministros da reconciliação. Temos a maior notícia que o mundo precisa ouvir, acerca da maior e mais importante Pessoa do Universo. Temos as boas novas do evangelho de Cristo. Não podemos sonegar essa mensagem aos pecadores. Se nós nos calarmos seremos tidos como culpados. O tempo urge. É mais tarde do que você imagina. A noite vem quando ninguém mais poderá trabalhar. Não podemos chegar diante de Deus de mãos vazias. Chegou a hora de você se levantar no poder do Espírito Santo para ser um ganhador de almas, um vaso de honra nas mãos de Deus para cooperar com o crescimento numérico da igreja. Estou certo de que chegou a hora desta igreja crescer espiritual, fraternal e numericamente.
Rev. Hernandes Dias Lopes

FONTE: http://hernandesdiaslopes.com.br/portal/o-desafio-do-crescimento-da-igreja/

quarta-feira, 12 de outubro de 2016

¡El Evangelio produce Unidad! - Pr. Eraldo Gueiros

 ¡El Evangelio produce Unidad!


Resultado de imagem para unidadeMe gusta mucho observar las hormigas! Siempre aprendo varias liciones con ellas…
Hace poco tiempo que estuve observando una muy pequeña. Ella tentaba levar un grano, pero mismo con su fuerza no había conseguido. Finalmente ella hubiera desistido y se fue.
Me quedé decepcionado juzgando ella por desistir fácilmente.
Pero ella pronto regresó con más hormigas. Finalmente todas ellas conseguían levar el grano.
Es muy asombroso su instinto de inteligencia. ¿Porque no somos así?
En Hechos 2.44 nos dice: “¡Todos los crearan estaban juntos…!”.
Eso es unidad!
¡Todos aquellos convertidos que leemos en Hechos continuaban a vivir en sus casas, en sus trabajos, el Evangelio nunca ha deshecho sus individualidades. ¡Sólo la tiranía haz eso!
¡Muchos he confundido la individualidad del individualismo!
La individualidad es una característica especial que Dios dio a nosotros. El individualismo es un sentimiento egoísta
Que se manifiesta en la colectividad.
¡Lo que el Evangelio hizo fue cambiar el carácter de ellos, quitando lo individualismo, para haber la posibilidad de nascer la Unidad en sus corazones!
¡La unidad es una parte característica del cristiano transformado por el evangelio que se manifiesta en las relacionas con la colectividad, dentro de la iglesia!
¡En unidad vemos iguales, vivimos iguales y deseamos caminar, venciendo juntos!
Lo vivir en la colectividad es un gran desafío. Sin unidad todos vivirán en lo individualismo de sus proyectos y voluntades.
Guarde su individualidad, pero esfuérzate para vivir colectivamente en unidad. ¡Se no fue así, no se puede producir del Evangelio de nuestro Señor Jesucristo!
Rev. Eraldo Gueiros.

sábado, 30 de julho de 2016

Presbitérios de Pernambuco dão apoio ao 2° Impacto Presbiteriano!

CONTAGEM REGRESSIVA!

Na reta final dos últimos 30 dias, vários Presbitérios de Pernambuco reforçam a chamada de apoio e envolvimento de suas Igrejas presbiterianas para o 2° Impacto que será realizado no próximo dia 27 de agosto.
O objetivo da programação é proporcionar uma programação de encerramento para mês de Missões da IPB no estado, estimular a unidade das Igrejas e o incentivo a evangelização e crescimento!
A coordenação do evento é da Secretaria de Missões do Sínodo do Sesquicentenário de Pernambuco, que há 8 anos é dirigida pelo Rev. Eraldo Gueiros.
No começo da próxima semana  ais dois Presbitérios estarão fortalecendo essa convocação. O alvo é trabalhar co todos os Presbitérios do Estado!  
Maiores informações pelo Whatssap: 81.987857510
















sexta-feira, 20 de maio de 2016

Em Agosto, teremos o 2º Impacto Presbiteriano em Pernambuco!

2º Impacto Presbiteriano
de Pernambuco!



Pelo segundo ano a Secretaria Sinodal de Missões, sob a coordenação do Rev. Eraldo Gueiros, estará promovendo e mobilizando as igrejas Presbiterianas do estado para um dia conjunto de evangelização.
O Impacto Presbiteriano surgiu como instrumento de mobilização e união entre as igrejas, além de promover o despertamento par a importância da evangelização local. O Impacto Presbiteriano já tem contribuído significativamente no crescimento numérico das igrejas presbiterianas no estado. 
Nossos registros apontam que tivemos mais de 50 igrejas presbiterianas participando do 1º Impacto, distribuídas em cerca de 20 cidades. Foram aproximadamente 2 mil pessoas nas ruas evangelizando.


O Tema do Impacto Presbiteriano é: EU + 1, que reflete claramente o objetivo da programação. Desafiar cada cristãos presbiteriano a ganhar mais um pessoa ao longo de um dia de atividades evangelísticas. Se cada presbiteriano se esforçar para ganhar mais um, teremos um crescimento abençoador!
A programação é encerrada com um culto evangelístico realizado na igreja local. Todas as igrejas presbiterianas realizando um culto evangelístico no mesmo dia e hora, e cada membro da igreja deve se comprometer a ir e levar mais um não crente para o culto.
Em 2016 o 2º Impacto Presbiteriano será realizado no ultimo sábado de agosto, mês de missões da IPB. Não existe melhor forma de concluirmos esse mês!